where brushes come from

matéria-prima
crina de cavalo
cerda de porco
matéria-prima

For me, the most interesting part of visiting a new workshop is usually seeing and touching the raw matter. It’s not just about how it is made, but also about what it is made of, before that.
In this case, we’re looking at horsehair and pig bristle, to make exquisite brushes for all kinds of uses, but mostly for personal and domestic use. I know boar, goat and badger bristles are also used, but I didn’t get to see it this time. The golden thread you see there is thin brass wire for brushes used in metal working – brass doesn’t rust and, therefore, is very durable.
They also use nylon threads, because every material has its own specific purpose, but the most interesting are always the natural materials.  For instance, I’ll admit right now I didn’t know that the piaçaba brooms, that are so common around here, are made from the fibers of a specific kind of palm tree, hence the name.
•••
Acho que uma das partes mais interessantes de visitar uma oficina nova é ver e tocar nas matérias-primas. Antes de perceber como algo é feito, gosto de saber de que é que é feito.
Neste caso, estamos a ver crina de cavalo e cerda de porco, que são usadas para fazer excelentes escovas para todo o tipo de fins, mas principalmente para utilização doméstica e pessoal. Sei que também se usam cerdas de javali, de cabra e de texugo, mas não tive oportunidade de as ver desta vez.
Aquele finíssimo fio dourado é de latão, utilizado para fazer escovas para serem usadas em oficinas que trabalham com metal – o latão não enferruja, logo é muito durável.
Também se usam fios de nylon, porque cada material tem o seu propósito, mas os mais interessantes são sempre os de origem natural. Por exemplo, admito já que não fazia a mínima ideia de que as piaçabas, aquelas vassourinhas tão comuns, são feitas a partir das fibras de um tipo específico de palmeira, daí o nome piaçaba.