banco de coisas bonitas

.
.
.
banco
.
.

O Banco de Materiais do Porto não é novidade nenhuma, mas eu nunca tinha por lá passado até há bem pouco tempo.
É que uma coisa é passear pela cidade à procura de padrões bonitos, outra coisa é encontrar todos os padrões reunidos numa só sala.
Os materiais que lá estão expostos vieram de edifícios que sofreram alterações ou foram demolidos, e estão não apenas em exposição, como disponíveis para cedência para utilização na reabilitação de edifícios.
Eu não sei como é que o processo de cedência funciona, nem se a quantidade de materiais lá armazenados é suficiente para reabilitar seja o que for, mas gosto da ideia.
E é bom ver tantas coisas bonitas juntas na mesma sala. Coisas daquele tempo em que até a coisinha mais insignificante era feita com algum esmero. A minha atenção vai logo para as placas toponímicas, que de tão bonitas que são não sei porque é que foram substituídas.

Resumindo: imensos azulejos catalogados, telhas decorativas, estuques, peças em ferro forjado de toda a espécie e placas toponímicas do porto antigo. Tudo na mesma sala, ok?

P.S. Para requisitar materiais é necessário preencher requerimento no gabinete do munícipe, comprovando propriedade e localização no Porto, anexar imagem ou amostra do azulejo. Mais tarde é contactado para levantar os mesmos ou no caso de inexistência, será facultada listagem de fábricas cerâmicas que produzem réplicas.
Esta informação foi gentilmente deixada pela Paula Lage, num comentário aqui abaixo.

Obrigada, Paula!

/

The Bank of Materials of Porto is not new, but I had never been there until recently.
One thing is to walk around the city looking for pretty patterns, and another is to find them all gathered in one room.
The materials gathered there came from buildings that were either remodelled or demolished, and are there not only for exhibition, but so also to be used in future renovation work where a couple of tiles may be missing.
I don’t know how this process works, or if there are enough tiles to renovate anything, but I like the idea.
And it’s wonderful to see so many beautiful things in just one place. Things from the time when even the smallest item was made with dedication.
My attention goes straight to the street name plaque, that are so beautiful that I can’t even understand why they were replaced to begin with.

Making it short: lots of catalogued tiles, decorative shingles, plasters, casted iron pieces of all kinds and street name plaques from the old Porto. All in one room, ok?