ideal&co

ideal & co
ideal-co
ideal & co
ideal & co

Rute’s grandfather once owned a small leather tanning company called Ideal, in the area of the Serra de Aire e Candeeiros.
Maybe Rute and Zé would have created Ideal&Co all the same if she hadn’t been born into a family that worked with leather, but I don’t believe it would carry the same spirit. It’s not easy to fully understand the hard work involved in handcrafted objects when you don’t have the experience of making them or grow up amongst people that make them. Once you do understand it, and are in a position of creating something new, there are some things that will be a priority: making sure it is made to last, picking the best materials, choosing local craftmanship, respecting the artisans.
A few weeks ago I had the chance to meet Rute Vieira and Zé Lima. Talking with them about all the design and manufacture process made me like their work even more.

Like with my Machado Handmade belts, that are ageing beautifully, the leather used in their line is vegetable tanned. Tanning leather is an ancient process that will cure leather and allow it to be preserved to be used in several ways. Nowadays, 90% of all leather is tanned chemically with chrome, which not only is harmful to the environment, but also strips all of its natural personality, making it standard factory made.
Wearing leather is an option that many people won’t make, for the animal sacrifice it implies, and I fully understand that. That’s why I believe that if we’re going to use it, it should receive the most respect while it is being transformed, and not be treated like something disposable.
Vegetable tanning is an art and a tradition with many branches and a long evolution. It can preserve many of the natural caracteristics of the leather, but it can also manipulate it according to the tanners will. It takes a lot of time and skill, which doesn’t make it very industrial friendly, but that’s why it is so special.
Leather that is tanned by this process will age and gain personality with time. It needs to be cared for and will respond to how it is treated and the uses it gets.
This is why Ideal&Co makes a stand of using the best portuguese vegetable tanned leather.

Their bags and accessories look great in the pictures, but they are better to touch and wear. All the details are perfectly handcrafted, which is something that can only come from working closely with skilled artisans and listening to their experience. Finding a small label on the inside bearing  the signature of the artisan and the date it was made in is a beautiful detail and shows respect for the craftmanship, which for obvious reasons is something that gets my attention.

Their line of bags, backpacks and accessories can be seen here.

/

Houve um tempo em que o avô da Rute teve o seu próprio pequeno negócio de curtimenta de peles na zona da Serra de Aire e Candeeiros, chamado Ideal.
Talvez a Rute e o Zé criassem na mesma a Ideal&Co se ela não tivesse nascido numa família que trabalhava com peles, mas não acredito que a marca tivesse o mesmo espírito. Não é fácil entender todo o trabalho que envolve objectos manufacturados quando não temos a experiência de os fazer ou de crescer com pessoas que os fazem. Mas quando o entendemos e nos encontramos na posição de criar algo novo, há algumas coisas que se transformam em prioridades: fazer algo para durar, escolher os melhores materiais, escolher mão-de-obra local, respeitar os artesãos.
Há umas semanas atrás tive a oportunidade de conhecer a Rute Vieira e o Zé Lima e falar com eles sobre todo o processo de design e manufactura fez-me gostar das peças ainda mais.

Tal como os meus cintos Machado Handmade, que estão a envelhecer esplendidamente, as peles usadas na linha deles é de curtimenta vegetal. A curtimenta é um processo antigo utilizado para preservar a pele e assim usá-la de múltiplas formas. Hoje em dia, 90% das peles utilizadas resultam de curtimenta química, em que se utiliza o cromo, que não só é prejudicial para o ambiente, mas também retira à pele toda a sua personalidade, transformando-a num produto fabril estandardizado.
Há muitas pessoas que optam por não usar pele, pelo sacrifício animal que isso implica, e eu entendo perfeitamente. É por isso que acho que, se a vamos usar, devemos-lhe tratá-la com respeito e não como algo descartável.
A curtimenta vegetal é uma arte e uma tradição com muitos ramos e uma longa evolução. Pode preservar muitas das características naturais da pele, mas também pode ser utilizada para manipular as características desta. É um processo que requer tempo e sabedoria, mas é por isso mesmo que é tão especial.
O couro que é curtido através deste processo ganha personalidade com o tempo. Precisa de ser cuidado e responde à forma como é tratado e aos usos que lhe dão.
É exactamente por isso que a Ideal&Co usa as melhores peles portuguesas de curtimenta vegetal.

As peças deles ficam óptimas nas fotos, mas são ainda melhores de tocar e usar. Os pormenores são perfeitos, o que é algo que só resulta de um trabalho próximo com os artesãos. Encontrar no interior uma etiqueta com a assinatura de quem produziu a peça e a data em que o fez é algo que mostra respeito pela qualidade da mão-de-obra, o que, por razões óbvias, garante a minha atenção.

A linha de mochilas, malas e acessórios em pele pode ser vista aqui.